Viagem de ônibus para o Uruguai

viagem de ônibus para o Uruguai
Com a popularização das viagens de avião muitas vezes a gente acaba nem considerando o bom e velho ônibus. A não ser, claro, que a grana esteja curta e a vontade de viajar seja maior que o limite do cartão de crédito. Foi isso que aconteceu comigo nessas férias. Como a data do meu período de férias foi decidida bem em cima da hora, não dava tempo de muitos planejamentos e pesquisas por promoções. Eu já estava até conformada com a ideia de não viajar, quando a cabeça começou a funcionar buscando alternativas. Há algum tempo estava querendo explorar melhor o nosso vizinho Uruguai.

Como os preços das passagens de avião consumiam quase todo o meu orçamento e a distância não muito grande permitia uma aventura via terrestre, me joguei numa viagem de ônibus para o Uruguai.  A partir de Porto Alegre, duas empresas fazem o percurso até Montevidéu: a gaúcha TTL e a uruguaia EGA.  Essa última oferece opção de compra online. Os preços são os mesmos. Mas para evitar o IOF no cartão de crédito, comprei da TTL na rodoviária mesmo.

Meu plano de viagem consistia em sair de Porto Alegre no dia 10/8 em direção a Punta del Este e sair de Montevidéu, com retorno a Porto Alegre no dia 17/8. Fui até a rodoviária uma semana antes, no dia 2/8 comprar as passagens. Para a ida paguei R$ 172,60 em ônibus semi-leito com saída às 20h30 no domingo. Já para a data da volta, também num domingo, às 21h15, o ônibus era leito, portanto um pouco mais caro: R$ 228,70 (+ 19 pesos de taxa de embarque a serem pagos no terminal em Montevidéu). Total R$ 401,30 (+ os 20 pesos).

A IDA

A orientação dada no momento da compra da passagem é chegar meia hora mais cedo para fazer o check in (!) no guichê da companhia. No tal check in, você mostra a passagem para o funcionário da empresa. Ele destaca uma parte e fica com o seu documento (passaporte ou carteira de identidade) mais um papel com o nome, número do documento, número da poltrona e destino final. Por que isso acontece? A tramitação na alfândega é toda feita pelo pessoal da empresa. Você não precisa acordar quando atravessar a fronteira, por volta das 4h,  para conferir documentação/carimbar passaporte.

O ônibus era bem confortável e tinha um bom espaço na largura das poltronas. E olha que eu sempre tenho problemas quanto a isso por motivos de: gordura em excesso localizada nos quadris. Mas mesmo assim, ainda bem que o meu colega do lado era bem magrinho 🙂

E olha que bacana: tem comissário de bordo e lanchinho. Na ida eles serviram um sanduíche com maionese, ovo e frango que eu não comi (achei a combinação meio bomba atômica para uma viagem de ônibus), um mini cachorrinho , um bombom (que coloquei no bolso e derreteu durante a noite) e Coca-Cola.

Para dormir: a poltrona reclina bastante, mas por aquele problema do quadril (e do resto) bem avantajado, foi difícil me virar durante à noite. Outro motivo para a noite ter sido difícil: um senhor bem atrás de mim começou a roncar mal o ônibus tinha passado a ponte do Guaíba e só deve ter parado quando chegou em Montevidéu. Mas gente, não era qualquer ronquinho, além de alto tinha vezes que parecia que o homem estava morrendo afogado!

O ônibus tinha destino final Montevidéu, eu ficaria um pouco antes, em Punta del Este. Assim, uns 20 minutos antes de chegar no meu destino o comissário me acordou, entregou meu passaporte (devidamente carimbadinho) e um café da manhã com achocolatado de caixinha e um clube social. Cheguei na rodoviária de Punta um pouco depois das 6h.

A VOLTA

Voltei ostentando. Ônibus leito com poltrona individual. Parecia poltrona de classe executiva de avião, aquela que a gente sempre sonha em sentar quando está passando para a ala econômica. Bem larga, com aqueles apoios para as pernas (no semi-leito tinha também) confortável e com um bom reclinamento. Confesso que fiquei um pouco decepcionada com a parte de reclinar. Não rolou muita diferença para o ônibus semi-leito não. Mas consegui me virar bastante e dormir tranquilamente.  No semi-leito tem o travesseirinho mas não rola o cobertorzinho. Nesse tem os dois.

Teve lanchinho também. Mas eu tinha jantado e guardei para o café da manhã 🙂 Era um sanduíche, uma empanada e duas orelhas de macaco (juro que não sei o nome de verdade desse doce).

A viagem correu tranquilamente. Ele fez muitas paradas até sair de Montevidéu e entrou em Punta também. Mas eu estava era interessada como seria ao passar pela Alfândega brasileira. Estava com medo que confiscassem meu doce de leite!

O procedimento com a documentação é o mesmo que ocorre na ida. Eles ficam com o documento para despachar na fronteira. Na hora que a gente guarda as malas, o funcionário da empresa cola na bagagem um papel com o número aquele de praxe, que você recebe um também para pegar a mala no fim da viagem, mas ele também escreve o número da sua poltrona.

Quando para na Alfândega, entra um funcionário da receita no ônibus para dar uma inspecionada. Achei bem tranquila e de leve. Meu doce de leite estava na mala, então nem me preocupei. Coloquei no maleiro acima da minha poltrona uma sacola com o vinho e a cerveja que comprei e mais umas tralhas que não couberam na mala. A moça da receita só deu uma apalpadinha ali, mais uma palpadinha numas sacolas de um banco mais atrás, olhou um pouco na parte de cima, deu umas abaixadinhas para olhar embaixo dos bancos e saiu.

Nessa hora o bagageiro do ônibus estava aberto e eu fique tentando olhar o que acontecia. Então entrou a comissária de bordo da TTL e acordou um passageiro dizendo que o pessoal da receita queria que ele descesse para olhar a mala. Eu não consegui ver nada, mas não demorou muito e ele estava de volta. Em Porto Alegre, na chegada, fiquei cuidando as malas dele (tudo por um interesse meramente jornalístico, que fique claro) e de fato, ele tinha umas três malas gigantes!

De resto, achei bem tranquilo passar pela Alfândega. Como eu disse, não consegui ver o que eles fizeram no lado de fora do ônibus, mas não acredito que tenham feito mais do que dar uma olhadinha.

A viagem seguiu tranquila. Deu uma esfriada mais pro fim da madrugada e a mantinha do ônibus não foi suficiente. Mas vesti o meu casaco e não passei frio. Um pouco antes de chegar em Porto Alegre, os documentos foram entregues e um café da manhã com achocolatado e barrinha de cereal foi servido. O ônibus chegou na rodoviárias às 9h15.

Para mim, a experiência foi super válida. Além do preço mais barato, tem a vantagem de poder carregar mais coisas e nesse quesito eu sempre sofro muito. Como não sei viajar leve, na volta sempre acabo anexando várias sacolas à bagagem. A questão alfandegária também é uma vantagem. Talvez seja mais tranquila por ter sido um ônibus vindo de Montevidéu, sem os free-shops as compras não são tão atrativas no país vizinho.

Claro que passar 12h num ônibus, quando se pode fazer o mesmo percurso em 1h de avião, se torna cansativo. Não há opções de horários também. Há um horário saindo de Porto Alegre e um horário saindo de Montevidéu. Aí como o check out do hostel tem que ser feito até às 11h eu passei o dia vagando pela cidade. Mas no meu caso era isso ou não viajar. E a minha opção sempre será viajar. Seja de carro, avião, ônibus, jegue:  o importante é viajar.

 *Foto de divulgação da TTL.

39 thoughts on “Viagem de ônibus para o Uruguai

  1. Adorei , Gostaria de fazer essa viagem de São paulo para Montivideu, de onibus , Gostaria de passar nas serras catarinense , como Urubici ,Acho que teria que ir ate Porto alegre ?
    Tem alguma dica para isso ?
    Grata Rosa Pillon

    1. Oi Rosa,

      Acho que é mais fácil você pegar um ônibus pra Ubirici, e de lá seguir viagem para Montevidéu.

      Abraço,

  2. Não existe ônibus direto são paulo/Montevideo?? Que moeda VC usou para hospedagem/transporte e alimentação? Existe a opção de se comprar ifá e volta saindo de porto alegre, com cartão de crédito???

    1. Olá, João!

      Confesso que não sei se tem algum ônibus que ofereça São Paulo/Montevidéo. Tenta pesquisar em cias uruguaias mesmo. Sempre vejo na rodoviária aqui de Porto Alegre ônibus vindos de Montevideo com destino a São Paulo. As compras da cia aqui podem ser feitas pelo cartão de crédito e parceladas, que foi a forma que usei. Porém, eles não têm (ainda) vendas online, é só no local mesmo. Dá uma olhada no site deles, tem uma relação de pontos de vendas e São Paulo está incluído. http://www.ttl.com.br/produtos-e-servicos/pontos-de-venda/

      Quanto a moeda, usei pesos uruguaios mesmo. Não troquei nada aqui, fui só com real, pq pesquisando vi que o câmbio direto no Uruguai era muito mais vantajoso do que comprar a moeda aqui no Brasil.

      Espero ter ajudado.

      Abraço!

  3. Olá Mariana, você fez o cambio na rodoviária em montevidéu ou em uma casa de cambio da cidade?

    1. Oi, Tiago

      Eu fiz na saída do terminal Tres Cruces. Mas, depois, passeando pela cidade, vi que o melhor câmbio era na Peatonal Sarandí, na primeira quadra após a entrada da Ciuedad Vieja. Essa casa de câmbio estava pagando um pouco mais pelo Real (9.7 pesos enquanto o câmbio que consegui estava a 9.5). A diferença pode parecer pouca, mas para quem viaja com orçamento apertado, sempre é bom conseguir o melhor câmbio.

      Espero ter ajudado

      Abraço!

  4. Muito bom o post, muito bem escrito, super detalhado. Adorei a frase final: “no meu caso era isso ou não viajar. E a minha opção sempre será viajar. Seja de carro, avião, ônibus, jegue, o importante é viajar.”

    1. E não é verdade? Viajar sempre 🙂

      Que bom que gostou, Dayana!

      Abraço!

  5. Obrigado pelas dicas. Ajudou bastante. Farei essa viagem com minha família no início de Dezembro.

  6. Oi,

    É a primeira vez que visito o blog. Estava procurando um relato sobre como ir de ônibus para o Uruguay e ajudou muito! Aalém de seu texto ser leve e divertido, rs…
    Obrigada!
    Abraços.

    Kelly

  7. Olá Mariana!
    Também é a primeira vez que visito esse blog, pois à procura de informações sobre como chegar de ônibus de Goiás até Uruguai, encontrei seu relato que trouxe muitas informações importantes. Vi que vc foi apenas Punta del Leste. Sabe me dizer uma casa de câmbio em Montevidéo que me favoreça? Pretendo viajar até dia 16 de dezembro. Outra pergunta: já sabia espanhol quando esteve lá, e foi difícil sua comunicação com os nativos?

    1. Oi, Rosa!
      Que bom que o texto foi útil! Eu segui viagem pra Montevideo depois e lá vi que o melhor câmbio era na Peatonal Sarandí, na primeira quadra após a entrada da Ciuedad Vieja. Não sei o nome da casa de câmbio, mas é bem fácil de achar. Sobre a língua. Sou péssima em espanhol. Não consigo falar e quando tento sempre dou uma misturada com o inglês. Mas todo brasileiro sabe o bom e velho portunhol e eles se viram super bem no português, já que o brasileiro adora visitar o Uruguai.
      Espero ter ajudado
      Abraço!

  8. Preciso de 7 Passagens para montevideo para ps días de 4/02/2016 e volta día 8/02/2016 e quero saber como comprar ?cuanto vista? Se tem descontó a vista?e quantas horas demora o percurdo,tengo urgencia

    1. Oi, Wilma
      Sugiro que contates uma agência de viagens para te ajudar na tua programação.

      Abraço!

  9. Oi! Muito bom o relato, estou planejando uma viagem parecida, de ônibus também. Queria apenas tirar algumas dúvidas, pq fiquei confuso. Posso te alugar? 😀

    Seu trajeto foi: POA > Punta > Montevideo > POA? Se sim, poderia me passar os valores médios, só pra eu ter uma noção?

    Eu quero fazer o trajeto de POA, Punta, Montevideo, Colonia Del Sacramento e por fim, se o orçamento pertimir, ir pra Buenos Aires e voltar pra POA. Vejo muita gente indo pra Montevideo e depois indo pra essas cidades, mas como você mesmo disse, Punta é caminho, e Colonia está logo em seguida, então a ideia é seguir esse roteiro que lhe falei. O problema está apenas em me organizar, fazendo esse trajeto entre as cidades, já que não posso deixar tudo pago antes.

    De qualquer forma, com o seu relato vejo que é bastante tranquilo, só deixar tudo certinho e curtir a viagem.

    Obrigado!

    1. Oi, Jader

      Então, como eu disse no texto, paguei nas passagens de Porto Alegre-Punta e Montevídeu-Porto Alegre R$ 401,30 (+ 20 pesos). Como minha viagem foi em agosto de 2014, os preços devem ter sofrido alguma alteração, mas devem servir para dar uma base de quanto reservar:

      Passagem Punta-Montevídeu: 226 pesos (fui com a empresa Copsa pois tinha ônibus direto)
      Passagem Montevídeu-Colônia-Montevídeu: 560 pesos (Usei a COT)

      Tu podes dar uma conferida no site dessas companias para verificar o valor atualizado. De Colônia para Montevídeu dá para usar a balsa. Eu queria ter feito isso, mas o orçamento não permitiu. Mas deve ser um passeio muito bacana e o preço não era absurdo.

      Espero ter ajudado.

      Abraço!

  10. Oi! Estou começando a planejar uma viagem para o Uruguai e gostaria de saber se é fácil viajar de ônibus por lá. Pensei em fazer um roteiro Punta del Diablo – Cabo Polônio – La Paloma – Colônia del Sacramento – Montevideo, mas não consigo muitas informações sobre essas passagens intermunicipais. Sabes me dizer se é possível comprar pela internet? Ou se há bastante horários de ônibus disponíveis durante o dia, de modo que não precise comprar antecipadamente? Obrigada!

    1. Oi, Bruna

      Os ônibus no Uruguai são bem bons, tem bastante horários e eles cobrem bem esses locais turísticos, ainda mais no verão. Tu podes dar uma conferida nos horários no site do Terminal Tres Crucis. Ali tu podes conferir algumas companhias e ver os preços também. Eu posso te adiantar duas, que foi as que utilizei: Copsa e COT. No site deles, têm horários e valores.

      Espero ter ajudado,
      Abraço!

  11. Olá Mariana Aguirre
    Primeiramente obrigada pelas dicas do blog,em relação a viagens de ônibus e complicado achar algo ate mesmo no Google. Estou indo para Montivideu dia 16 de maio, e com a alta do dólar as passagens estão na altura. Moro em Uberlândia MG, achei mais em conta graças a seu poste ir para Porto Alegre e dai pegar o ônibus para Montivideu. E de quebra ainda conheço Porto Alegre :). Só queria umas dicas de udia a porto alegre irei de avião, você sabe me informar se o aerorpoto e perto do ponto de ônibus, saem da rodoviária ou tem outro ponto fixo. Liguei na agencia no link que você deixou mais acima o preço da passagem ta 166,62 e ônibus leto 225,10 saindo todos os dias

    1. Oi, Eliane
      Que bom que foi útil 🙂
      O aeroporto não é perto, mas é bem fácil e rápido chegar na Rodoviária. Dentro do estacionamento do Aeroporto vc pega o aeromóvel, desce na estação dentro da estação de trem e, se não me engano, três estações depois, na direção Mercado, vc desce dentro da Rodoviária. E a passagem não passa de R$ 2! Aqui vc pode olhar os horários do trem http://www.trensurb.gov.br

      Abraço!
      Mariana

  12. Oi Mariana.
    Esse ano quero fazer este trajeto de ônibus.
    Mas a minha duvida, se você puder me ajudar.. é sobre hospedagem lá.
    Como são as dirias em hotéis ou pousadas?
    Pretendo ficar em um lugar barato e bom.

    Abraço

    1. Olá, Michel!

      Aqui no viajadas mesmo eu falo sobre os lugares que eu fiquei, que foram hostels. Mas lembro de ter pesquisado preços de pousadas e hoteis e ter encontrado coisas bem em conta, o valor era um pouco maior que o meu orçamento, por isso não pude ficar nesse tipo de acomodação, mas não era nada absurdo não. Você pode procurar por sites de busca de hoteis que encontra bastante opções.

      Hostel em Punta: http://viajadas.com.br/review-el-viajero-hostel-em-punta-del-este/

      Hostel em Montevidéu:http://viajadas.com.br/review-hostel-che-lagarto-montevideu-uruguai/

      Espero ter ajudado.
      Abraço!

    1. Oi, Maria

      Eu acho que é super ok também. Na ida a parada na alfândega foi bem rápida, acho que só pra olhar documentos mesmo. Ninguém entrou no ônibus e nem nada.

      Abraço!

  13. Oi Mariana , você já fez alguma viagem para o Chile , Argentina ou algum outro país da América do Sul , de ônibus ?

    1. Oi Mariana , você já fez alguma viagem para o Chile , Argentina ou algum outro país da América do Sul , de ônibus ?

      Reply

      1. Oi, Paloma

        Eu e a Gisele fomos para Buenos Aires de ônibus, mas foi uma excursão, então não sei se te ajuda muito.

        Pro Chile não consegui ir ainda, apesar de estar há bastante tempo na nossa lista. Dizem que a viagem pra lá de ônibus é bem bonita e emocionante, devido à Cordilheira.

        Abraço!

  14. Olá Mariana! Parabéns pelo post! Está bastante explicativo e super bem humorado! Tenho uma dúvida: nesse trajeto de ônibus Brasil-Uruguai há limite de peso da bagagem despachada no bagageiro? Li em algum lugar que o limite é de 15kg. É isso mesmo?

    1. Oi, Helen

      Que bom que gostou do post 🙂
      Na época que eu viajei, em 2014, eles não pesavam a mala e nem tinha nenhuma instrução quanto a peso e limite de bagagens. Não saberia te dizer como está a situação agora. Mas, não faz muito sentido o peso ser menor que o permitido em aviões, que é 23kg para voos domésticos e 32kg para internacional. De qualquer forma, é sempre bom verificar com a empresa antes de comparar a passagem.

      Abraço!

  15. Olá Mariana, tudo bem? Adorei seu post. está me ajudando muito! Eu e minha namorada iremos em Janeiro/17 com trajeto SP-MVD-BsAs-SP, tudo de ônibus. Estamos ansiosos por conhecer as duas capitais e de fazer a travessia de barco entre Colônia-Buenos Aires. Muitas duvidas que eu tinha seu post brilhantemente me respondeu: língua espanhola, câmbio, condições dos onibus, aduana, etc… sendo assim espero poder contribuir num outro comentário o seu blog sobre como foi nosso passeio e ajudar novos aventureiros. Mais uma vez parabéns e muito obrigado.

    1. Oi, Raul. Tudo bem?

      Fico bem feliz que o post pode te ajudar. Façam uma boa viagem e voltem mesmo para contar como foi. Principalmente sobre a travessia, que eu queria muito ter feito mais não consegui.

      Abraço!

  16. Curti demais seu texto. Quero fazer essa viagem em breve. Saindo de BH. Obrigado

  17. Oi Marina, tudo bem?
    Fora as passagens de ônibus, no total, quantos pesos eu preciso levar para gastos extras para entrar no país? São só essas taxas de embarque?

    (Eu sei que terei de ver novamente os valores, deve ter mudado)

    1. Oi, Luiz
      Para entrar no país não tem nenhuma outra taxa. Só leva aquilo aquilo que tu vai gastar lá mesmo com hospedagem, alimentação, compras, doce de leite :p
      A taxa de embarque é na volta, cobrada pelo terminal Tres Cruces, mas é um valor bem baixo. Deve estar maior que os 20 pesos da época, mas penso que não mais que 100 pesos.
      Abraço!

  18. Melhor um avião a Buenos Aires e depois ônibus até Montevideo, caso vc more.mais longe do sul do Brasil.

  19. oi,
    gostaria de saber se posso entrar no uruguai com passagem so de ida?
    pretendo ir de bus

    1. Olá, Janaina
      A entrada no país é bem tranquila, nunca me cobraram qualquer outro documento além da identidade/passaporte. Acredito que não tenha problema nenhum entrar com a passagem só de ida 🙂

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *