Top of the Rock: veja Nova York de cima

Enquanto o Empire State Building ostenta o título de prédio mais famoso de Nova York (e possivelmente de todo o mundo), outro lugar vem ganhando a preferência daqueles que desejam ver a cidade de cima: o Top of the Rock, deck de observação do Rockefeller Center. Em plena Quinta Avenida, o Rockefeller Center oferece diversas atrações, mas com certeza a cereja no bolo é a vista panorâmica da Big Apple que ele proporciona.

Como chegar ao Top of the Rock

O Rockefeller Center fica em uma localização super privilegiada, e conta inclusive com diversas estações de metrô nas suas imediações – uma, inclusive, te deixa dentro do prédio. Pra determinar qual é a melhor maneira chegar até o prédio, recomendo o aplicativo Citymapper (mas o Google Maps também é uma boa). Ele fica bem em frente à Saint Patrick’s Cathedral, então não tem muito como errar se você estiver caminhando pela Quinta Avenida.

Basta entrar no prédio e você vai encontrar placas indicativas de onde ir para a subida até o Top of the Rock.

Como comprar os ingressos e subir até o Top of the Rock

No subsolo do Rockefeller Center você vai encontrar a bilheteria para a subida até o Top of the Rock. Ali você escolhe o horário da sua subida, que depende da disponibilidade no horário (você pode ir imediatamente, se não estiver lotado, ou agendar para outro horário). Também é possível comprar o ingresso online, por US$ 37. Se você tiver o New York CityPASS, como eu, basta ir até um dos totens disponíveis no local e imprimir seu ingresso.

Depois disso é só chegar no horário agendado, entrar na fila e subir no elevador – que além de super rápido ainda tem uns efeitos bacanas pra tornar a subida ainda mais interessante. O Top of the Rock abre diariamente, entre 8h e meia-noite (o último elevador sobe às 23:15). Antes de chegar nele, você vai passar por uma mostra sobre a história do prédio e também tirar uma foto – que, obviamente, você poderá comprar no site depois da visita.

Como é a experiência no Top of the Rock

Se eu tivesse que resumir em uma palavra, seria SENSACIONAL! O deck de observação do Top of the Rock é bem mais espaçoso que o do Empire State (desculpa, mas a comparação é inevitável) e cercado de vidro. Ou seja, nenhum obstáculo para as suas fotos com o skyline de Manhattan.

De um lado você tem uma visão fantástica da cidade com o Empire:

(e antes de chegar ao deck você ainda pode fazer uma foto como essa)

E do outro você tem uma visão fantástica do Central Park:

Além disso, o Top of the Rock tem mais um andar, que você pode acessar pelas escadas. E de lá você tem uma vista ainda melhor, sem nenhum obstáculo além de um muro baixo – afinal, a queda dali é de só um andar.

Onde deixar seus dólares no Top of the Rock

Americano pode ser tudo, menos bobo. Além das lojinhas lá no térreo, você tem lojinha temática no Top of the Rock. É bem fácil se empolgar e comprar coisas de que não precisa – eu incrivelmente não fiz nenhuma comprinha por lá também.

O local também conta com algumas lanchonetes. No dia da minha visita tinha uma promoção de pizza, em que os visitantes do deck tinham desconto. E adivinha qual cheirinho que eu sentia lá de cima? Isso mesmo, cheirinho de pizza pra deixar com vontade de comer.

E depois do Top of the Rock?

Tem bastante coisa pra fazer na Rockefeller Plaza, uma espécie de centro comercial ao redor do prédio. Ali você encontra a loja da Nintendo, entre outras, para alegria dos nerds de plantão.

Na região também fica aquela praça onde é instalada a tradicional árvore de Natal e o rinque de patinação. No dia da minha visita, estavam instalando a bailarina do Jeff Koons no lugar.

Pra quem curte televisão, o lugar também é um prato cheio. É ali que fica a NBC e tem lojinha para os aficcionados por televisão. Ali também rola a gravação do programa do Jimmy Fallon, se você tiver sorte e conseguir um ingresso. Ali também foi o cenário da série 30 Rock. Eu, muito fã que era da turma da Liz Lemon, fiquei emocionada ao me deparar com um cartaz de um show que a Jane Krakowski ia fazer por ali.

Depois de sair dali, não tem como ignorar a catedral de Saint Patrick’s. Mesmo que você não seja católico, não tem como ignorar toda essa beleza. Se você caminhar para a esquerda na Quinta Avenida, vai passar pela Trump Tower (cheia de manifestantes e polícia) e logo chegará ao Central Park. Se decidir ir para a direita, encontrará muitas lojas bacanas e vai chegar no Empire State. Ou seja, pra qualquer lugar que você seguir a alegria é certa!

* O New York CityPASS foi uma cortesia da NYC & Company

 

18 thoughts on “Top of the Rock: veja Nova York de cima

  1. As vistas são magníficas! Só conhecei o observatório do Empire State! Na Próxima ida a NYC não deixo de incluir essa visita!

  2. Estive em NY por tão pouco tempo que não tive a oportunidade de fazer este passeio. Adorei o post, fiquei com mais vontade ainda 🙂

  3. com ctz ia me perder na loja da nintendo aheuahe realmente a vista do topo eh incrivel, da pra ver varios pontos principais da cidade! e com ctz faria a foto claaassica da janela

  4. Que legal esta dica! Fomos no Empire State só e amei as vistas deste aqui. A do Central Park, nossa, divina! Dicas ótimas! Só achei um pouco carinho, ui, 37 dólares… Bom, mas pelo jeito, vale muito a pena. Abraço.

  5. Que irado! A vista de lá e realmente incrível! Adorei a visão do Central Park! Realmente só tinha ouvido falar da Vista do Empire Start, mas do Top oh the Rock parece ser mais legal mesmo. 🙂
    Apesar do preço ser meio salgadinho deve valer muito a pena! Acho que eu optaria pelo New York cityPASS como vc fez.

  6. Morro de vontade de conhecer NY no inverno só pra poder patinar nesse lugar! rs. Mas preciso concordar com você que a vista incrível! Eu não sabia que também dava pra ver o Central Park…

  7. oi Gisele…

    Vistas do alto me encantam e me colocam em perspectiva, coisa importante para uma pessoa desorientada como eu. 🙂 A vista daí é mesmo espetacular! Me diga uma coisa, uma vez lá em cima, o tempo é livre ou existe um tempo limitado em que podemos ficar no deck?! bj

    1. Oi Analuiza!

      Verdade, é bem interessante para “entender” a cidade! O tempo lá em cima é ilimitado, pode ficar o quanto quiser!

      Beijo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *