Top of the Rock: veja Nova York de cima

Enquanto o Empire State Building ostenta o título de prédio mais famoso de Nova York (e possivelmente de todo o mundo), outro lugar vem ganhando a preferência daqueles que desejam ver a cidade de cima: o Top of the Rock, deck de observação do Rockefeller Center. Em plena Quinta Avenida, o Rockefeller Center oferece diversas atrações, mas com certeza a cereja no bolo é a vista panorâmica da Big Apple que ele proporciona.

Como chegar ao Top of the Rock

O Rockefeller Center fica em uma localização super privilegiada, e conta inclusive com diversas estações de metrô nas suas imediações – uma, inclusive, te deixa dentro do prédio. Pra determinar qual é a melhor maneira chegar até o prédio, recomendo o aplicativo Citymapper (mas o Google Maps também é uma boa). Ele fica bem em frente à Saint Patrick’s Cathedral, então não tem muito como errar se você estiver caminhando pela Quinta Avenida.

Basta entrar no prédio e você vai encontrar placas indicativas de onde ir para a subida até o Top of the Rock.

Como comprar os ingressos e subir até o Top of the Rock

No subsolo do Rockefeller Center você vai encontrar a bilheteria para a subida até o Top of the Rock. Ali você escolhe o horário da sua subida, que depende da disponibilidade no horário (você pode ir imediatamente, se não estiver lotado, ou agendar para outro horário). Também é possível comprar o ingresso online, por US$ 37. Se você tiver o New York CityPASS, como eu, basta ir até um dos totens disponíveis no local e imprimir seu ingresso.

Depois disso é só chegar no horário agendado, entrar na fila e subir no elevador – que além de super rápido ainda tem uns efeitos bacanas pra tornar a subida ainda mais interessante. O Top of the Rock abre diariamente, entre 8h e meia-noite (o último elevador sobe às 23:15). Antes de chegar nele, você vai passar por uma mostra sobre a história do prédio e também tirar uma foto – que, obviamente, você poderá comprar no site depois da visita.

Como é a experiência no Top of the Rock

Se eu tivesse que resumir em uma palavra, seria SENSACIONAL! O deck de observação do Top of the Rock é bem mais espaçoso que o do Empire State (desculpa, mas a comparação é inevitável) e cercado de vidro. Ou seja, nenhum obstáculo para as suas fotos com o skyline de Manhattan.

De um lado você tem uma visão fantástica da cidade com o Empire:

(e antes de chegar ao deck você ainda pode fazer uma foto como essa)

E do outro você tem uma visão fantástica do Central Park:

Além disso, o Top of the Rock tem mais um andar, que você pode acessar pelas escadas. E de lá você tem uma vista ainda melhor, sem nenhum obstáculo além de um muro baixo – afinal, a queda dali é de só um andar.

Onde deixar seus dólares no Top of the Rock

Americano pode ser tudo, menos bobo. Além das lojinhas lá no térreo, você tem lojinha temática no Top of the Rock. É bem fácil se empolgar e comprar coisas de que não precisa – eu incrivelmente não fiz nenhuma comprinha por lá também.

O local também conta com algumas lanchonetes. No dia da minha visita tinha uma promoção de pizza, em que os visitantes do deck tinham desconto. E adivinha qual cheirinho que eu sentia lá de cima? Isso mesmo, cheirinho de pizza pra deixar com vontade de comer.

E depois do Top of the Rock?

Tem bastante coisa pra fazer na Rockefeller Plaza, uma espécie de centro comercial ao redor do prédio. Ali você encontra a loja da Nintendo, entre outras, para alegria dos nerds de plantão.

Na região também fica aquela praça onde é instalada a tradicional árvore de Natal e o rinque de patinação. No dia da minha visita, estavam instalando a bailarina do Jeff Koons no lugar.

Pra quem curte televisão, o lugar também é um prato cheio. É ali que fica a NBC e tem lojinha para os aficcionados por televisão. Ali também rola a gravação do programa do Jimmy Fallon, se você tiver sorte e conseguir um ingresso. Ali também foi o cenário da série 30 Rock. Eu, muito fã que era da turma da Liz Lemon, fiquei emocionada ao me deparar com um cartaz de um show que a Jane Krakowski ia fazer por ali.

Depois de sair dali, não tem como ignorar a catedral de Saint Patrick’s. Mesmo que você não seja católico, não tem como ignorar toda essa beleza. Se você caminhar para a esquerda na Quinta Avenida, vai passar pela Trump Tower (cheia de manifestantes e polícia) e logo chegará ao Central Park. Se decidir ir para a direita, encontrará muitas lojas bacanas e vai chegar no Empire State. Ou seja, pra qualquer lugar que você seguir a alegria é certa!

* O New York CityPASS foi uma cortesia da NYC & Company

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *