Nossa visita ao cenote Ik Kil, em Cancun

cenote ik kil

A nossa visita ao cenote Ik Kil, em Cancun, foi no mesmo dia do passeio a Chichén Itzá.  Saímos cansados das ruínas, embarcamos no busão da excursão e fomos conhecer um dos mais populares (e belos) cenotes da região. Continue lendo para saber como foi o nosso passeio!

cenote ik kil

Os cenotes, para quem não sabe, são cavidades naturais onde temos acesso fácil às águas subterrâneas. A região de Yucatan é cheia deles, um mais lindo que o outro. E depois de ver o cenote sagrado de Chichén Itzá, que era usado pra sacrifícios humanos, nada mais justo do que encarar um cenote delícia para mergulharmos também.

O restaurante do cenote Ik Kil

cenote ik kil

Mas antes de nossa visita ao cenote Ik Kil, uma pausa para o almoço: o passeio inclui almoço no local, com um buffet livre e suco incluído. A comida é bem honesta, na mesma linha de todos os almoços servidos nas atrações de Cancun. A única coisa que me incomodou um pouco foi a atendente do restaurante, que nos colocou em uma mesa coletiva mesmo com o lugar vazio.

cenote ik kil

Se algum dos companheiros de excursão por acaso ler isso, desculpe se passei a impressão de antipatia. Mas depois de algumas horas no mesmo lugar com pessoas estranhas um pouco de privacidade é bom, né?

A estrutura

cenote ik kil

Mas vamos ao que interessa: depois da refeição fomos conhecer o cenote Ik Kil, que fica bem ao lado do restaurante. Se você pensa que vai ter que dar uma longa caminhada pelo mato até chegar ao lugar, se enganou meu bem. O cenote fica bem abaixo de toda a estrutura do lugar, e o povo fica bem faceiro comendo sorvete vendo os outros mergulhar lá embaixo.

cenote ik kil

Para encarar o passeio, o primeiro passo é alugar um locker pra deixar as suas coisas (cerca de 30 pesos mexicanos) e alugar um colete salva-vidas, se você acha que precisa (mesmo preço).

cenote ik kil

Depois você tem que tomar uma ducha (gelaaaada) pra tirar todos os resquícios de filtro solar e outras substâncias que podem prejudicar a qualidade da água do cenote. Não tem nenhuma fiscalização na entrada, mas não é você querido leitor do Viajadas que vai fazer meleca no cenote, né? Se joga na duchinha, assim você vai se acostumar com a temperatura da água.

cenote ik kil

A descida até o cenote é através de uma longa escada de pedra, com alguns pontos estratégicos para visualização (e, claro, fotos) do lugar. A escada não tem corrimão, mas conta com correntes de ferro pra você se segurar e não cair. Segura mesmo, colega, porque o negócio é escorregadio. Eu fui bem devagarzinho, me segurando, e tô aqui pra contar a história. Seguro morreu de velho.

Mergulhando no cenote

cenote ik kil

O cenote Ik Kil é uma muvuca, com bastante gente tomando banho, se jogando pra mergulhar, e muita gente fora da água também.

cenote ik kil

Para aqueles que não sabem nadar, como eu, tem uma área com cordas pro pessoal se segurar. Eu não botei muita fé e resolvi ficar fora, mesmo tendo alugado o colete salva-vidas. Eu sei que perdi a oportunidade de mergulhar no cenote, mas sou da teoria de que os medos existem também para nos proteger.

cenote ik kil

cenote ik kil

Felizmente o meu amigo e colaborador do blog Felipe se jogou na água do cenote e relatou que é muito gelada, bastante profunda, e saiu feliz da vida do cenote Ik Kil. Enquanto isso eu fiquei fazendo vídeos e fotos do lugar, que é lindo demais.

cenote ik kil

Depois do passeio no cenote Ik Kil

Na saída é só devolver o colete, pegar as coisas no locker e voltar para o ônibus. Não sem antes dar uma paradinha na loja de presentes! A gift shop do cenote Ik Kil tinha bastante artesanato, dos mesmos que tínhamos visto nas outras lojas do passeio, e aproveitamos para comprar postais e pimenta por ali.

cenote ik kil

A nossa excursão ainda nos levou pra Valladolid, mas isso é assunto pra outro post…

****

O passeio do Viajadas no Cenote Ik Kil foi uma cortesia da AT Travel, agência em Cancun especializada no atendimento a brasileiros. Se você está planejando sua viagem para a região, entre em contato com eles para reservar seus passeios, transfers, e contar com o apoio de quem conhece profundamente a região e fala a nossa língua.

13 thoughts on “Nossa visita ao cenote Ik Kil, em Cancun

  1. Adorei! Quero tanto ir! Mas tanta gente ali à espera para saltar, ehehehe! Deve haver dias até com mais gente, mas é um daqueles locais que quero mesmo ir quando for a Cancun! Adorei as fotos, fizeram-me viajar! 😀 Boas viagens!

  2. Oi Gisele… Estive no México também uns anos atrás e visitei Chichèn (extraordinário) e depois fiquei hospedada em Playa del Carmen… Não fui à Cancun e muito menos visitei Ik Kil.

    Achei o lugar bem bonito! Me diga, mesmo com essa multidão vale à pena a visita? Pela beleza das fotos eu afirmo que sim. Pela sua descrição parece que a estrutura do lugar é bacana e atende bem às pessoas.

    Quem sabe, se um dia voltar ao México, país que amei conhecer, eu não visite Ik Kil?! beijos

  3. Amei visitar os cenotes em Cancun. Tivemos muita sorte quando visitamos por que não havia muita gente, acho que era baixa temporada. A água estava congelante também!

    Clau Bins

  4. Uau, que lugar lindo! Acho que já tinha visto algumas fotos de lugares assim, mas não sabia o nome e nem que eram tão legais! E olha, se a água é tão gelada assim eu também teria ficado tirando fotos hahaha bjs!

  5. Que lindo este Cenote. Você achou muito lotado? Achou que a quantidade de pessoas atrapalhou a experiência?

    1. Oi Mari!

      Então, como eu não sei nadar e teria que ficar me segurando nas cordas, a quantidade de gente atrapalhou sim. Mas pra quem não depende desse recurso achei bem tranquilo!

      Abraço

  6. Oi!
    Também fiz este passeio e não me importo mesmo em compartilhar a mesa no almoço, até porque fui sozinha. Optei por não mergulhar neste cenote, apesar da curiosidade. Ali também, fiz a minha certidão de nascimento Mauá. Virou uma bela lembrança da viagem! 😉

  7. Gisele… adorei teu post! Não conhecia esses locais e nem sabia o que era um cenote.
    Eu tbem sou medrosa e nem pagando me jogaria mergulhando ali! Mas quem não se joga não pode entrar na água?
    Bom, não curto àgua gelada… sò de ler teu texto me arrepiou as costas!
    hahahahaha

    1. Oi Ju! Pode entrar sim, tem uma escadinha mais convencional pras medrosas… e cordinha pra se segurar também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *