Como visitar a Estátua da Liberdade, em Nova York

A Estátua da Liberdade é o mais conhecido símbolo de Nova York, quiçá dos Estados Unidos. É ela que aparece, sempre em planos generosos, em filmes de época que mostram imigrantes chegando ao país. É ela também, coitada, que sofre danos nos filmes de catástrofe – e também naqueles que mostram tentativas de invasões alienígenas que nunca se concretizam. Não é por acaso que é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade, com um intenso fluxo de turistas todos os dias.

E não foi por acaso que eu corri pra ela assim que desembarquei em Nova York. Talvez meu subconsciente precisasse da visão da Lady Liberty para que a ficha caísse: eu estava realmente na Big Apple, a cidade com a qual eu sonhei por tantos anos. Mas a visita à Estátua da Liberdade não é bolinho não: se prepare para filas, pra passar frio e talvez para se decepcionar um pouquinho. Calma que eu vou contar tudinho.

Como chegar na Estátua da Liberdade

O melhor ponto da cidade para quem quer alcançar a Estátua da Liberdade é, sem dúvidas, o Battery Park. Para chegar lá, jogue o endereço no Google Maps ou Citymapper, que traça a melhor rota pra chegar lá usando o transporte público. Eu desci bem em frente ao terminal do ferry de Staten Island, e fui seguindo as indicações até a bilheteria do tour.

Cuidado com os vendedores de tours para a Estátua da Liberdade!

ATENÇÃO: o Battery Park é lotado de vendedores oferecendo passeios até a Estátua da Liberdade, que ficam abordando os turistas sem parar. Em maio aconteceu um tiroteio na área devido à competição entre eles – em sua maioria ex-presidiários que ganham comissão por passeio vendido. Os tours vendidos por esse pessoal não são oficiais e NÃO param na Liberty Island. Ou seja, você verá a Estátua de longe – da mesma maneira que você pode fazer gratuitamente usando o ferry para Staten Island. Agradeçam educadamente e fujam deles!

Aqui tem uma matéria do New York Times sobre esse pessoal.

O tour até a Estátua da Liberdade

No Battery Park você encontra a bilheteria para visitar a Estátua da Liberdade. São diversos guichês, sendo que dois são reservados para o pessoal que usa o New York CityPASS. Mesmo com o passe em mãos, você pode encarar alguma fila. Se você não tem o passe, o ingresso custa US$ 18.

Depois, com o ingresso em mãos, você vai para a fila comum para pegar o barco. A fila não é muito organizada, então fique de olho pra não ter uma multidão passando na sua frente antes da segurança. Espere uma inspeção de segurança bem rigorosa, nível de aeroporto. Depois é só ir para o barco.

O barco é grande, com dois decks. Eu escolhi ficar na parte inferior, fechada, porque fazia muito frio em Nova York nos dias em que visitei. Como era primavera nos Estados Unidos, eu não estava preparada para temperaturas tão baixas e não levei casacos que dessem conta do frio naquela região.

No barco são exibidos alguns vídeos sobre a Estátua da Liberdade, e logo chegamos até ela. Ao desembarcar na Liberty Island vimos a estátua de costas, mas logo ela vai se revelando: linda, imponente, e só. Não tem muito o que fazer por lá, além de admirar a construção e a vista de Manhattan que temos do outro lado do rio.

Se quiser fazer uma boa foto com a Estátua, prepare-se para disputar espaço com muitos turistas. Eles são muitos, espaçosos e ruidosos. Talvez um pouco irritantes para as viajantes solitárias como eu, que só queria fazer uma foto legal e vazar dali…

Circunde a estátua, dê uma passada na lojinha. Se estiver com fome, tem uma lancheria no lugar. Como eu já havia sido alertada de que os preços são altos e os serviços não condizem com o preço, resolvi não comer por ali. Mas pensa que o passeio acabou? Não, senhor, tem mais.

Passeio na Ellis Island

Ao comprar o tour para a Estátua da Liberdade, você também tem direito a passear na Ellis Island, que era o lugar onde os imigrantes que chegavam de barco nos Estados Unidos eram recepcionados e cadastrados. Portanto, ao sair da estátua você pode pegar o barco que vai para o Battery Park ou o que vai para a Ellis Island, onde agora existe um museu da imigração.

Eu já contei pra vocês que não sou a maior fã de museus, mas resolvi estender o meu passeio pra poder contar por aqui. E a Ellis Island é linda! O prédio onde fica o museu é muito bacana, e dá pra aprender bastante sobre a imigração nos Estados Unidos, além de ver alguns ambientes que foram mantidos intactos, como os dormitórios e a enfermaria.

O museu é grande, e dá pra passar bastante tempo por lá. Eu, que nessa altura do campeonato já estava com frio E fome, dei só uma passada rápida para reconhecimento do lugar e voltei logo para o barco.

Mas se você gosta de história e tem disposição para museus, é um excelente passeio.

Depois da Estátua da Liberdade

Como eu já contei pra vocês antes, combinei o passeio na Estátua da Liberdade com a visita ao Memorial e Museu do 11 de Setembro. Ao sair do Battery Park só caminhei alguns minutinhos para chegar ao One World Trade Center – mas antes parei no Chipotle para almoçar!

* O New York CityPASS foi uma cortesia da NYC & Company

10 thoughts on “Como visitar a Estátua da Liberdade, em Nova York

  1. Deve ser emocionante chegar a Nova York e visitar esse lugar.
    O preço que indicou ($18) é só para o barco, certo? Não subiu à estátua por falta de reserva (pelo que li sobre o assunto, tem que ser feita com muitos meses de antecedência) ou por achar caro?
    Abraço

    1. Isso, Ruthia, esse valor é o barco e ingresso nas duas ilhas. Não subi na coroa porque não achei interessante, os relatos que eu li não são muito animadores e te confesso que tenho preguiça de subir os mais de 300 degraus.

      Abraço!

  2. Ótimo post, super útil! Quando eu fui, há muito tempo, o esquema era diferente, tudo mudou… Na próxima ida à NY quero visitar a estátua novamente! 🙂

  3. Nossa, meu sonho é conhecer NY e, claro, visitar a Estátua da Liberdade. Mas não tinha idéia de que era essa “loucura” toda para conseguir entrar… vendedores abordando para outros passeios… Imaginei uma cena parecia com o que acontece em jogos de futebol no Brasil kkkk…

  4. Que massa este passeio! Sempre quis ver a estátua da liberdade assim bem de pertinho, deve ser show demais! Espero ter esta oportunidade ainda.

    Curti demais o seu relato, parabéns.

    Abçs

  5. Muito legais suas dicas! As duas vezes que fui para NY fiz só a balsa que vai até Staten Island, também foi bem legal, mas sempre que vejo algém falando de Elis Island me pergunto se não deveria ter ido!

  6. Fui há muuuuito tempo! É daqueles pontos turisticos para ir pelo menos uma vez na vida, né? Parabens pelo post com infos tão completas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *