Chichén Itzá, Cancun: como visitar uma das novas maravilhas do mundo

chichen-itza-1

Chichén Itzá, a cidade maia pré-histórica onde está localizado o templo de Kukulcán, era um dos lugares que eu mais queria visitar em Cancun – na realidade, o lugar fica em Yucatan e a viagem até lá é relativamente longa. Nossa primeira ideia era alugar um carro pra ir até lá, mas conversando com o pessoal da AT Travel vimos que era mais seguro e confortável fazer o passeio junto com uma excursão. Então continue lendo e veja como foi a nossa experiência!

O passeio começou cedo: às 7h15 uma van nos pegou no hotel, e ainda passamos por outros para buscar outros passageiros, até encontrarmos o ônibus que efetivamente nos levaria a Chichén. O guia foi nos explicando um pouco sobre o lugar e sua história, mas preciso confessar que o sono foi mais forte que a curiosidade e passei boa parte do trajeto dormindo. ¯\_(ツ)_/¯

Mas quando chegávamos perto do local acordei, bem a tempo de escutar o guia dizendo que iríamos parar em uma lojinha de presentes. Segundo ele, essa loja é gerenciada pelos maias, e apesar dos preços mais altos que em outros lugares, nós estaríamos ajudando a comunidade a se manter.

chichen-itza-12

E aí tivemos dois problemas: 1) os preços eram muito mais altos que em outros lugares (deixe para comprar em Chichén) 2) ficamos mais de uma hora lá parados, o que foi muito tempo.

Leia também: Rio Secreto, em Cancun: um passeio imperdível

Mas depois da parada para as compras, seguimos direto para Chichén, e aí foi só alegria. Chichén Itzá foi a principal cidade maia, construída muitos anos antes de Cristo, e é patrimônio da Unesco e uma das sete novas maravilhas do mundo. Ou seja, imperdível!

chichen-itza-4

Chegando lá, o pessoal do ônibus foi dividido em dois grupos: inglês e espanhol. Segui com o povo que fala a língua de Sheakspeare, e tive uma aula deliciosa sobre o lugar. A pirâmide de Kukulcán, por exemplo, é uma maravilha da engenharia – é impressionante como os maias calcularam a construção para formar desenhos de acordo com o sol. Outra coisa incrível é a acústica: uma pessoa pode falar com seu tom de voz normal no topo da pirâmide, e será escutada normalmente por aqueles que estão embaixo.

chichen-itza-2

Não estranhe se ver pessoas batendo palmas ao redor da pirâmide: o eco faz com que o barulho se torne algo parecido com um pássaro. É realmente impressionante, então não deixe de bater palminhas por ali!

chichen-itza-5

Logo perto tem o campo onde os maias praticavam um esporte semelhante ao futebol, no qual tinham que acertar a bola em um aro super alto. O local é super bem conservado, e o guia nos explicou que o vencedor (veja bem, o vencedor) era oferecido em sacrifício para os deuses. Afinal, os deuses não estavam interessados em perdedores e o sacrifício era considerado uma grande honra.

chichen-itza-3

Depois da visita ao local, o guia nos deixou livres para percorrer o local e fazer compras durante uma hora. E olha, uma hora não foi suficiente – eu só ficava lembrando da hora que foi “sacrificada” na loja dos maias e que teria sido bem mais aproveitada por aqui.

chichen-itza-6

Mas, enfim, resolvemos fazer do limão uma limonada e tentar ver o máximo em Chichén Itzá. Fomos até o Cenote, onde eram realizados os sacrifícios humanos.

chichen-itza-9

Também visitamos os diversos outros templos, mas alguns ficaram faltando na nossa excursão. Ah, não esqueça de levar água, filtro solar, chapéu, qualquer coisa que o proteja do sol – já que o lugar não tem muita sombra.

chichen-itza-10

Chichén Itzá, Cancun, é também o lugar ideal para comprar souvenires e lembrancinhas. Os preços são ótimos e os vendedores adoram pechinchar. Só não caia no papo dos que ficam caminhando e oferecendo três peças incríveis por US$ 1, ao chegar na banquinha o preço será bem superior.

chichen-itza-7

Apesar de corrido, o passeio foi incrível. Afinal, não é todo dia que visitamos uma das maravilhas do mundo, né? Depois ainda visitamos o cenote Ik Kil e Valladolid, mas isso é assunto para outros posts!

chichen-itza-11

****

O passeio do Viajadas em Chichén Itzá foi uma cortesia da AT Travel, agência em Cancun especializada no atendimento a brasileiros. Se você está planejando sua viagem para a região, entre em contato com eles para reservar seus passeios, transfers, e contar com o apoio de quem conhece profundamente a região e fala a nossa língua.

13 thoughts on “Chichén Itzá, Cancun: como visitar uma das novas maravilhas do mundo

  1. Nossa que lindo, a paisagem é deslumbrante, já quero conhecer haha, realmente uma maravilha.

  2. Que lugar lindo! Está na minha lista. Odeio quando guias de viagem fazem os turistas perderem tempo nessas lojinhas, dá uma raiva! Ótimo post.

  3. Muito interessante. Obrigada pelas dicas. Será que não seria melhor fazer uma visita não guiada por lá para ter tempo de ver tudo ou seria muito perigoso? Quais seriam os perigos?

    1. Oi Ester!

      Então, o que a gente mais temeu foi a corrupção dos policiais na estrada. Já li vários relatos de que eles reconhecem carros alugados e perseguem os turistas na estrada, atrás de suborno. Não que seja regra, mas né… seguro morreu de velho! Sem mencionar o conforto de poder ir dormindo (ou de ir aprendendo mais sobre o lugar e a cultura, se quiser).

      Beijo, obrigada pela visita!

  4. Que lugar incrível! Quero muito visitar Chichén Itzá! Uma pena a opção mais viável ser a excursão… eu evito esse tipo de passeio ao maximo exatamente por não ser capaz de distribuir meu tempo como mais gosto :/ Mas se é por questão de segurança, não tem o que discutir, né?
    Ótimas fotos 🙂
    http://www.fuiserviajante.com

    1. Você vai amar, Alessandra!

      (tô toda boba com o elogio às fotos… amo as fotos de vocês!)

      Beijo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *