Acionando o seguro viagem Affinity

seguro viagem

Seguro viagem é aquela coisa: a gente faz esperando nunca usar. Em todos esses anos nessa vida de viajante nunca havia acionado o seguro viagem, mas pra tudo existe uma primeira vez. Como contei nesse post, nessa minha última trip para os Estados Unidos tive problemas nos pés, com bolhas e hematomas, e fui obrigada a procurar atendimento médico. Acionei o seguro viagem Affinity que havia contratado – e agora vou contar pra vocês como foi a experiência.

A contratação

Contratei o seguro através da Real Seguro Viagem, que é o site que eu sempre uso na hora de pesquisar seguro viagem. Você coloca as datas da viagem, destino, idade, e ele apresenta todas as opções. Eu sempre escolho a mais barata, e dessa vez foi a Affinity. Você paga no site e recebe a apólice no email em seguidinha. Fácil e rápido. Para essa trip de 11 dias nos Estados Unidos, paguei cerca de R$ 230 pelo seguro.

Acionando o seguro viagem Affinity

Quando me dei conta de que a dor nos pés era insuportável e que precisaria de atendimento médico, entrei em contato por telefone com a Affinity. Eles dispõem de um número para quem está nos Estados Unidos, e fui atendida rapidamente por um moço que falava português de Portugal. Disse pra ele tudo que estava sentindo, deixei o endereço do hotel e o telefone. Ele disse que em 30 minutos voltaria a me ligar com as instruções, e foi o que fez.

O atendimento na clínica

Quando o atendente me ligou, indicou que eu fosse até uma clínica que ficava na mesma rua do meu hotel. A Vermont Urgent Care & Multi Specialty Center fica numa área meio boca braba e não se parece em nada com uma clínica – pelo menos não com as que estamos acostumados aqui no Brasil. Mas da porta pra dentro foi tudo belezinha: quando cheguei o pessoal da clínica já sabia que eu estava a caminho, foi só preencher um formulário e esperar pelo médico.

O médico que me atendeu era indiano, com um forte sotaque, mas a gente conseguiu se comunicar muito bem. Nunca na minha vida me fizeram um questionário tão detalhado durante uma consulta médica, e ele ia anotando tudo em um tablet. A única demora foi quando viram que eu precisaria de um raio-x e tiveram que se comunicar com o seguro pra autorizar o exame.

Feito o raio-x, foi diagnosticado um problema nos meus calcanhares. Fui medicada na hora com uma injeção, que tirou a dor com as mãos de tão boa. E me receitou um outro medicamento, que eu tive que comprar na própria clínica por US$ 45 para futuro reembolso do seguro viagem.

Minha única observação em relação ao tratamento é que o médico disse que gostaria que eu retornasse para uma nova consulta, mas o seguro não autorizou. Mas como a viagem era de poucos dias, não tive maiores problemas com isso.

E lembram que eu falei que ele anotava tudo que eu dizia em um tablet? Ao voltar para o hotel, acessei meu email e vi que tinha recebido mensagem de uma espécie de rede social, onde todas as informações da minha consulta, diagnóstico e prescrições estavam armazenadas. Bacana, né? Pena que ignorei o email e quando fui acessar, dias depois, o convite havia prescrito e não consegui mais acessar.

O reembolso

Assim que voltei ao Brasil, entrei em contato com o seguro viagem Affinity para solicitar o reembolso do medicamento que tive que pagar. Pelo telefone me indicaram escrever para um email de reembolso, E aí começa a parte mais triste da história: fiquei dias sem resposta. Só quando reclamei no site da empresa que recebi as instruções de como deveria proceder: eu teria que enviar recibos, receitas, cópias de documentos e um questionário pelos correios para receber o dinheiro de volta. Mas aí deu tudo certo: enviei via carta com aviso de recebimento, e exatamente 30 dias depois o dinheiro estava na minha conta.

Conclusão

O seguro viagem é indispensável, mesmo.  O atendimento da Affinity na hora da emergência foi bom, mas questiono como seria em um caso mais grave. O reembolso foi um pouco sofrido – para vocês terem ideia recebi semana passada, sendo que voltei para o Brasil no início de maio. Em uma próxima viagem pretendo optar por outra empresa, mas não dá pra dizer que eles me deixaram na mão. Tive atendimento médico quando precisei, e recebi o dinheiro de volta.

………..

Se você está planejando uma viagem aos Estados Unidos, sugerimos o chip da America Net Mobile para se manter conectado, com internet ilimitada, ligações ilimitadas para fixos no Brasil e telefones nos EUA, e ligações para celular conforme o plano que você escolher. Para alugar carro, nossa sugestão é a RentCars, com comparador, preço em reais e possibilidade de parcelamento. Compre pelos links do Viajadas: o blog recebe uma pequena comissão e você nos ajuda a produzir mais conteúdo, sem pagar a mais por isso!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *